Banco se recusa a pagar passeador de cachorro alegando que o animal tem nome terrorista

Banco se recusa a pagar passeador de cachorro porque o animal tem nome terrorista
Bruce Francis e o pacato Dash

Nos Estados Unidos, o banco Chase se recusou a completar um pagamento online que Bruce Francis fez para seu passeador de cachorro. Motivo: na identificação do pagamento, Bruce escreveu “Dash”, o nome de seu pitbull-lata de nove anos.

Acontece que, em inglês, a organização Estado Islâmico é conhecida como Daesh, e o banco “deduziu” que o homem estava mandando dinheiro para os terroristas. A palavra “dash”, nome do cachorro, significa “traço”.

O banco alegou que estava apenas cumprindo a lei – segundo uma determinação do governo, se um nome da lista de Controle de Ativos Estrangeiros aparecer um pagamento, a transação deve ser revista. “Esta é uma parte importante de garantir que o crime não se infiltre através do sistema bancário dos EUA. Neste caso, o pagamento foi marcado, revisto e finalmente pago. ”

Em outro caso absurdo, a Nutella se recusou a personalizar uma embalagem de creme de chocolate para uma criança de cinco anos porque seu nome é Isis, e ISIS é outra denominação do Estado Islâmico.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...